quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Diário da Indignaçaõ #7

A ROUPA É O QUÊ AFINAL?? / What are Clothes?




Olá meus Boémios! Hoje trago mais um Diário da Indignação, desta vez com uma dúvida que já há vários dias me assombra.
A Roupa! A roupa e o seu significado, ou a falta dele sei lá... é mesmo essa a minha dúvida. Se calhar sou muito básica e sou eu a única a ter estas questões às voltas na minha cabeça. Mesmo assim venho questionar a vossa opinião.

Hello my Boémios! Today we bring another Diary of outrage, this time with a question that has haunted me for days.
The clothes! The outfit and his meaning, or lack of it I do not know ... but this is my doubt. Maybe I'm very basic and I'm the only one with these issues dealing in my head. I come to question your opinion.

Vejo, já há muitos anos, imensas campanhas de sensibilização sobre o facto de o que vestimos não nos definir enquanto pessoas. 
Alguns dos exemplos que mais vejo serem apresentados poderão ser: se me vestir com roupas mais largas não faz de mim menos feminina ou se for para a faculdade com uns mini calções, não estou a pedir nada - se é que me entendem. (e cá para nós, espero mesmo que me entendam pois o meu maior medo com este post é ser mal interpretada)

Concordo com todas essas campanhas e apoio com toda a força cada uma delas. Sou das pessoas que mais apoia a vontade própria e no que toca a roupa, por mim cada um veste o que quer e lhe convém porque SE SENTE BEM ou simplesmente GOSTA. Acho que não tem de haver mais nenhuma questão quanto a isso e se houver...bem, são as escolhas de cada um. 

Por outro lado, vejo apregoado em todo lado - em especial na blogosfera - que a forma como nos vestimos traduz aquilo que somos, na medida em que a roupa é também uma enorme forma de expressão, não só daquilo que somos mas também daquilo que sentimos.
E eu concordo! Concordo com isto e sou também defensora do individualismo nesse sentido. Adoro ver diversidade de estilos e não o standart que por vezes todos observamos. Acho fascinante e não consigo explicar porquê.

A minha dúvida reside aqui, concordo com os dois aspetos mas... será que são realmente contraditórios? Não há um meio termo? O que acham?

Espero ter esclarecido bem o que me inquieta e gostava muito que me dessem a vossa opinião. 
Não é uma "questão de estado" mas é algo que no há uns dias, quando via uma dessas campanhas, me veio à mente. Assim, aqui está.

Beijinhos


I see, for many years, massive awareness campaigns on the fact that what we wear don't define us as people.
Some of the examples I see can be: Dress me with baggy clothes does not make me less feminine or if go to college with a mini shorts, I'm not asking for anything - if you know what I mean. (and here for us, I hope you understand me because my biggest fear with this post is to be misunderstood)

I agree with all these campaigns and support with all the strength. I am one of the people who support our own will and when it comes to clothes, for me each one wears whatever suits him because FEEL WELL or just LIKE. I do not think there has to be no more question about it and if there is ... well, are the choices of each one.

On the other hand, I see proclaimed everywhere - especially in the blogosphere - that the way we dress reflects who we are, to the extent that clothing is also a great form of expression, not only of who we are but also what we feel .
And I agree! I agree with this and I am also an advocate of individualism in this subject. I love to see variety of styles and not the standart that sometimes all we observe. I find it fascinating and I can not explain why.

My question lies here, I agree with both aspects ... but are they really contradictory? There is no middle ground? What do you think?

I hope to have very clear what troubles me and I would like you give me your opinion.
It is not a "state matter" but it is something that in a few days, when I saw one of these campaigns, came to my mind. So here it is.

Kisses



1 comentário:

  1. Eu considero que a roupa define muito da personalidade, sem dúvida! Mas que nem toda a gente se rege por esse pensamento.
    Passando esse pormenor à frente, uma rapariga que use roupas largas, isso define a sua personalidade. Uma rapariga que prefira usar roupas curtas, também define. O que essas coisas não definem é, na minha visão, o caráter da pessoa. Alguém pode usar roupas largas, porque revê a sua personalidade nisso, não é necessariamente masculina.
    Da mesma forma, alguém pode usar roupas curtas porque isso faz parte da sua forma de estar. O que nunca em momento algum implicou que a pessoa estivesse a 'pedir algo'.

    Basicamente e para resumir, na minha maneira de ver as coisas, a roupa define sim a personalidade. O problema é que a sociedade põe rótulos, na maior parte das vezes totalmente errados!
    E é pena que assim seja :/
    xoxo, Ana

    The Insomniac Owl Blog

    ResponderEliminar