Sidebar Ads

segunda-feira, 22 de maio de 2017

As coisinhas da Boémia #33

30 ANOS DE PROGRAMA ERASMUS




Pois bem, parece que na semana passada o Programa Erasmus festejou o seu 30º Aniversário e sendo assim, achei por bem vir contar aqui um pouco da minha experiência, tal como ando a prometer desde que voltei.

Desde que entrei na faculdade já tinha em mente "ir de Erasmus". Todos me diziam que era uma experiência fantástica que fazendo nunca mais iria esquecer. Eu tinha apenas uma permissa: "Só vou se realmente conseguir ir para um lugar que seja uma mais valia para a minha área. Para passear terei muito tempo!"

Tinha em mente fazê-lo no segundo ano do curso pois uma das minhas professoras, quando falou sobre o assunto, tinha-nos recomendado a começar e terminar o curso na nossa instituição de ensino. No entanto, a no ano letivo de 2015/2016 - o meu 2º ano - a FLUC sofreu algumas mudanças a nível curricular e eu decidi que seria melhor não ir embora logo no ano da mudança pois até mesmo estando presente "a coisa" levou tempo a ser percebida e regularizada.

Seria então no 3º ano! Comecei a preparar tudo no 1º semestre do meu 2º ano, com uma professora - a quem agradeço a imensa paciência e dedicação - que estava, tal como eu, a apalpar terreno neste tema pois era o seu primeiro ano como orientadora de Erasmus e sem ninguém a quem questionar pois, tal como vim a perceber (ou assim pareceu), não havia ninguém no curso que já tivesse alguma vez participado no programa.

Pelo que me lembro candidatei-me a cidades em Espanha e Itália. Ainda pensei em França mas a faculdade não tinha protocolo e já era tarde para o fazer. A primeira opção foi Florença, com apenas uma vaga, e apesar do receio de ter de ir sozinha eu estava a torcer para que fosse minha.

O resultado saiu e a vaga em Florença era minha. Aí a coisa começou a parecer real!Comecei a procurar casa logo em Janeiro, liguei para Itália milhentas vezes mas era tudo muito caro ou não tinham a certeza se o quarto iria estar disponível durante o período que eu precisava. Finalmente, perto de Julho, consegui um quarto partilhado, dentro do orçamento que estava a 30 minutos a pé do centro de Florença. Fantástico!

Boémia



Comprei o voo de ida e o dia finalmente chegou. Voei para Roma e de Comboio cheguei a Florença ao final da tarde com duas malas, uma mochila de campismo e uma carteira. Tive de começar a colocar o meu italiano em prática para conseguir chegar à casa onde iria ficar nos próximos meses. Nesse apartamento estavam já a família que me acolheu (uma mãe e duas filhas que tocavam todos os instrumentos e mais alguns) e a minha colega de quarto italiana. Infelizmente, passada uma semana ela teve de ir embora devido a problemas pessoais. Passei alguns dias com o quarto só para mim até que uma nova companheira apareceu. Era Romena mas já vivia em Itália com a família há mais de oito anos. Era muito simpática e foi de grande ajuda durante todo o meu Erasmus uma vez que, por estar a estudar para Guia Turística, me ajudava bastante. Em troca eu ajudava-a com o inglês. Depressa as nossas conversas se transformaram numa mistura de italiano e inglês.

Confesso que, apesar do entusiasmo, a primeira semana foi passada a chorar. Não a toda a hora claro, mas andei um pouco desorientada duvidando se ter ido sozinha teria sido a opção certa. Apesar disso, rapidamente me orientei e comecei a perceber toda a dinâmica da cidade.

Ao contrário do que sempre vi na minha faculdade em Coimbra, os professores em Florença não davam grande orientação aos alunos de Erasmus e muitas vezes nem saberiam que estávamos na sala se nós mesmos não lhes comunicássemos.
Na verdade o que menos gostei em toda a experiência foi da falta de organização da Universidade, no entanto, acho que isso me fez aplicar ainda mais. (apesar de me dizerem "tu és de Erasmus, eles dão-te uma abébia", eu preferi não me fiar nisso).


Vários fatores contribuíram para que rapidamente eu começasse a adorar estar lá: envolvi-me na paróquia a que pertencia onde conheci pessoas super simpáticas e me acolheram muito bem; comecei a frequentar os convívios/festas que uma equipa de voluntários organizavam para os Erasmus e fiz amizades que nunca vou esquecer, especialmente com duas meninas da Escócia e da Arménia.



Boémia


Boémia



Não consigo descrever o quanto eu adorei a experiência e a recomendo. A meio do Erasmus, estava já convencida de que ter ido sozinha foi a melhor opção que poderia ter tido e depois de voltar essa ideia só se intensificou. Não nego que ir com alguém não seja igualmente fantástico e se voltar a repetir a experiência gostaria de ir acompanhada. Talvez não consiga explicar e muitos não acreditem, eu também não acreditei quando outros me diziam "ir acompanhada é bom e divertido mas ir sozinha muda-te". Eu pensava "pfff, sim está bém...só por fazer uma viagem sozinha...não vou mudar assim tanto". Mas agora não tenho como negar, ali não temos rede entendem?! Contamos connosco apenas para resolver tudo e ao mesmo tempo a energia de todos os momentos é só para nós!


Boémia


Boémia



Voltar é estranho! Parece que tudo mudou e nada é como antes de teres ido, porque, como é normal, as coisas continuaram sem mim. Eu sabia que não era de lá mas também já não me sentia de cá e lidar com isso foi bastante difícil.


Boémia


Boémia



Posto isto, acho que toda a gente deveria ter um tempo assim! Ir sozinho para outra realidade, sem nenhum amigo ou familiar próximo, sem rede, obriga-nos a crescer. (para não falar do up que acredito ainda dar ao currículo).

Esta foi a minha experiência, muito resumida e expremidinha. E vocês? Já fizeram? Pretendem fazer? Contem-me tudo!

Boémia

Enquanto lá estive fiz alguns vlogs que poderão ver:




















5 comentários:

  1. Acredito que deva ser uma experiência incrível e que, independentemente de ser pouco ou muito tempo, mude uma pessoa por completo. É como dizes, não há rede mesmo.
    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM

    ResponderEliminar
  2. Parece ter sido um experiência mesmo fantástica! E super enriquecedora :) Ainda por cima foste para uma cidade tão bonita!
    Beijinhos, The Fancy Cats | Japan Candy Box Giveaway

    ResponderEliminar
  3. Hello dear,
    You have really nice blog!
    Would you like to follow each other on GFC? Let me know, please.
    Xoxo,
    https://lifella2.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Queria muito ter feito mas infelizmente as circunstâncias nunca me deixaram. Espero agora que estou a acabar o mestrado conseguir ir fazer voluntariado por uns meses :)

    www.ayellowrain.blogspot.com

    ResponderEliminar